2 thoughts on “Ecos da Guiné: Afinal…

  1. Wednesday October 26th, 2016 at 07:34 PM

    Olá, caros amigos e companheiros, boa tarde

    …O autor das crónicas sobre a missão da UASP à Guiné-Bissau delicia-nos, agora, com um belo texto sobre a Solidariedade. Valoriza, e bem, o trabalho dedicado dos missionários das Ordens Religiosas e Institutos femininos e masculinos e de muitos voluntários, nomeadamente dos médicos. Todos nós que tivemos a graça de caminhar, em Janeiro e Março, no chão da Guiné e visitar instituições e casas de acolhimento, constatámos com que alegria e disponibilidade era realizado!…
    Permitam-me a falta de humildade, mas, esse espírito solidário, reforçado na UASP, continuou em Guimarães….. Foram acolhidos e apoiados dois jovens médicos que vieram, por alguns meses, frequentar accões de formação no Hospital da cidade. Um deles, o Amaro, estava destacado no hospital de CUMURA, o outro, o Maurício, em Mansoa. Chegaram aqui sem recursos. Infelizmente, o governo guineense tem os vencimentos em atraso e a bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian chegou muito tarde. Mas, graças a Deus, não lhes faltou o essencial para uma estadia digna. Sobretudo o Américo Soares que conheceu o dr. Amaro na CUMURA acompanhou-o quase diariamente….E continuamos em contacto com eles e as informações sobre os políticos e governantes guineenses não são agradáveis….

    Abraço amigo e fraterno
    Alfredo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *