Loading...

Terça-feira, Junho 25, 2024

Mês: Março 2016

[:pt]UASP em Fórum: A Misericórdia nas tradições abraâmicas![:]

[:pt] Neste Ano Santo Extraordinário de acolhimento, contemplação e celebração da Misericórdia de Deus, proposto a toda a Igreja Católica pelo Papa Francisco, a UASP promove, em Fátima, na Casa Provincial das Irmãs do Amor de Deus, dias 29 e 30 de Abril de 2016, um encontro, aberto a todos os interessados, para reflectir sobre a Misericórdia nas tradições religiosas reveladas: Judaica, Cristã e Muçulmana. A estas, e em ano de Centenário, associa também a abordagem

Ler Mais

[:pt]Um novo grupo para a Guiné! …[:]

[:pt] Parte já na próxima Sexta-feira, dia 18 de Março, o segundo grupo desta segunda etapa do projecto “Por mares dantes navegados”. São doze participantes! Como aos do primeiro grupo, move-os o desejo de conhecer aquele povo, que tão bem nos acolheu e nos deu a alegria de celebrar com eles a mesma fé na riqueza das suas tradições culturais e espirituais. A todos eles lhes desejamos uma óptima experiência, que lhes permita alargar a sua

Ler Mais

[:pt]Ecos da Guiné: MANGA DI BRANCO! (Ena! tanto branco!) …[:]

[:pt]Arrumadas na prateleira as emoções de Bafatá e arredores (foram 3 batalhões, 13 companhias e alguns pelotões dispersos – todos visitados com alguma assiduidade), registadas num diário, escrito em folhas de bloco, paciente e sucintamente; está amarelecido, tem manchas de água mas o escrito da velha “bic” não borrou… Ainda se lê bem, numa grafia cuidada, na maioria, embora alguns dias, por inércia, enfado ou outra razão qualquer, apresentem hieróglifos apressados, ainda decifráveis com paciência. Pelo

Ler Mais

[:pt]Ecos da Guiné: GABU – que te aconteceu?[:]

[:pt]Piche! Encomendação dum militar falecido. (23 de Julho de 1974) Ida arriscada, picada longa e brutal, fui chamado de Bafatá a Piche. Um rapaz de Tomar, o Alves Correia, que, por falta de assistência, passou a “meta”. Medo, apreensão, coração nas mãos, passamos Gabu – cidade linda e bem traçada, geometricamente, com movimento especial, naquelas avenidas bem iluminadas por candeeiros de praça, solenes e altaneiros, muito bem colocados. Parecia civilização! Fardas às centenas. Hoje? O traçado

Ler Mais

[:pt]Ecos da Guiné: É Domingo (em Bafatá) …[:]

[:pt]Pés enterrados na poeira infecta, circulando para evitar os montes de lixo e excrementos dos animas a vaguear em liberdade pelas ruas, atravessámos uma rua (pouco) alcatroada e penetrámos no meandro das tabancas assoladas de lixo e pó, aqui e ali bancas improvisadas, primitivas, com laranjas descascadas, mancarra, peixe, sandes, e outros géneros, à disposição e à espera de quem apareça para comprar. Dois burricos, a cismar, atrelavam uma carrocita com alguns trastes. O Bispo, com

Ler Mais