UASP – Um ano em revista

Normalmente, ao passar do ano, todos têm a tendência de rever o ano que finda para que, de forma resumida, se possa ter uma noção de conjunto dos maiores acontecimentos e vivências. As rádios, televisões e jornais fazem-no, a legislação obriga as empresas e instituições a fazê-lo também, através do encerramento de contas e dos relatórios de atividades.

Para o novo ano que se abre, fazem-se compromissos, promessas, manifestam-se intenções. Em épocas de crise, dói. Sabemos quanto a vida vai custar mais, abrem-se pontos de interrogação sobre quase todos os aspetos da vida quotidiana, pessoal, social e mundial.
O empenhamento pessoal voluntarista, a luta por causas e ideias ganham mais na expressão individual e pequenas comunidades do que nos meios oficiais, onde o cinzentismo vai cobrindo os rostos e as vidas dos cidadãos.
Tempos difíceis!
Mesmo assim, nascem e desabrocham sementes de esperança. A UASP nasceu de uma ideia, da evidência de uma “força” reconhecida, e procura agora o seu espaço, o seu caminho ao serviço da comunidade. Como tudo, gestou, nasceu pequenina, tateia e “gatinha” percorrendo os primeiros espaços, dá os primeiros passos.
2012 foi um ano fundamental. Não pelos grandes feitos da jovem UASP, mas porque trilhou caminhos de consolidação. Vimos e vivemos o empenho despretensioso de bastantes pessoas. Muito trabalho e dedicação sem remuneração, uma comunidade a crescer, em dimensão e em afeto, em solidez, em motivos para avançar.
Pessoalmente, todos e cada um reconhecem a riqueza que a organização já trouxe. Por nos termos juntado (quem antes não se conhecia nem se sonhava existir); pela amizade que já cria laços profundos; pela partilha em ideais comuns e a identificação com princípios que podem transformar o mundo e a sociedade. Nasceu uma força nova que nos alimenta e estimula a nossa força pessoal.
Foi neste espírito que se desenvolveram no ano de 2012 diversas atividades. Se pudesse hierarquizar, colocaria em primeiro lugar o 1º FORUM DA UASP, realizado em Lamego nos dias 22 e 23 de Setembro. Discutiu-se como tema central: A identidade da UASP. Tomou-se como imagem e metáfora de fundo a “Impressão Digital”. Cada pessoa tem uma impressão digital única, pessoal e intransmissível. As organizações também. Foi isso que discutimos e aprofundámos. A visão e a missão da UASP. Partimos dos Estatutos e reflectimos no modo como podemos e devemos atuar no seio da Instituição e no mundo.
Se elegemos o Fórum como atividade central para o ano 2012, é porque lhe reconhecemos fulcral importância; porque andámos um ano a prepará-lo, com muitas horas de trabalho voluntário, com muita partilha de ideias e ideais, e inúmeras reuniões de preparação. Fizemos, inclusivamente, um encontro em Lamego, no dia 16 de Junho, para preparar o Fórum. Não escolhemos esta época pelo facto de haver cerejas naquela região, mas já que lá estavam, também não deixámos de aproveitar. Isto para referir que as estruturas locais na organização do evento foram inexcedíveis, verdadeiramente dignas de aplauso pelo verdadeiro profissionalismo e dedicação.
Desenvolveu-se uma atividade cultural numa das mais bonitas regiões do país, o Minho, sediada em Braga, e organizada pela Associação dos Antigos Alunos dos Seminários Arquidiocesanos de Braga. Teve uma boa adesão e participação, e também a organização foi inexcedível.
Ainda em termos de atividades gerais, promoveu-se um retiro espiritual no Seminário de Leiria, subordinado ao tema “Procura-te no silêncio, encontra-te na oração”, orientado por Mons. Luciano Guerra. Quem participou sabe quanto os momentos vividos estão de acordo com o tema proposto.
A UASP fez-se representar junto de Associadas que endereçaram o convite, designadamente na LASE – Liga dos Antigos Seminaristas de Évora.
A atividade corrente da UASP merece menção, com destaque para as Assembleias Gerais estatutárias, realizadas em 4 de Março e em 24 de Novembro, relevando-se a participação praticamente total das associadas. A Direção e Secretariado reuniram-se cerca de 20 vezes durante o ano.
Dá-se especial relevo à adesão de mais uma associada, a Associação dos Antigos Alunos do Seminário da Ordem do Carmo em Portugal, que saudamos efusivamente e a quem manifestamos não só o nosso regozijo, mas a convicção de que vieram enriquecer profundamente esta organização. Portanto em 2012, a UASP cresceu.
Em 21 de Dezembro inaugurámos oficialmente o nosso veículo público de comunicação, que esperamos seja um veículo de informação entre nós e com a sociedade. Está bonito, prático, apelativo. www.uasp.pt
L.Matias

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *