UASP em Fórum: A Misericórdia nas tradições abraâmicas!

CARTAZ MISERICORDIA_cart (566x800)Neste Ano Santo Extraordinário de acolhimento, contemplação e celebração da Misericórdia de Deus, proposto a toda a Igreja Católica pelo Papa Francisco, a UASP promove, em Fátima, na Casa Provincial das Irmãs do Amor de Deus, dias 29 e 30 de Abril de 2016, um encontro, aberto a todos os interessados, para reflectir sobre a Misericórdia nas tradições religiosas reveladas: Judaica, Cristã e Muçulmana.

A estas, e em ano de Centenário, associa também a abordagem do mesmo tema nas Aparições de Fátima, pois a misericórdia divina é horizonte maior que unifica toda a sua mensagem e lhe confere incontornável actualidade. Os “desígnios de misericórdia”, anunciados pelo Anjo e reafirmados na visão de Tuy – “Graça e Misericórdia” –, atravessam todo o Acontecimento de Fátima e são reflectidos e oferecidos a toda a Humanidade pelo Coração Imaculado de Maria.

Na bula de proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, o Papa Francisco afirma: “A misericórdia possui uma valência que ultrapassa as fronteiras da Igreja. Ela relaciona-nos com o judaísmo e o islamismo, que a consideram um dos atributos mais marcantes de Deus. Israel foi o primeiro que recebeu esta revelação, permanecendo esta na história como o início duma riqueza incomensurável para oferecer à humanidade inteira. (…) O islamismo, por sua vez, coloca entre os nomes dados ao Criador o de Misericordioso e Clemente. Esta invocação aparece com frequência nos lábios dos fiéis muçulmanos, que se sentem acompanhados e sustentados pela misericórdia na sua fraqueza diária. Também eles acreditam que ninguém pode pôr limites à misericórdia divina, porque as suas portas estão sempre abertas” (MV 23).

Tendo em conta este sentir comum, Francisco faz um voto, que é também incentivo a um permanente esforço de compreensão recíproca: “Possa este Ano Jubilar, vivido na misericórdia, favorecer o encontro com estas religiões e com as outras nobres tradições religiosas; que ele nos torne mais abertos ao diálogo, para melhor nos conhecermos e compreendermos; elimine todas as formas de fechamento e desprezo e expulse todas as formas de violência e discriminação” (MV 23).

O encontro começará na Sexta-feira ao Serão (21h30), percorrendo as estações da Via-sacra dos Valinhos, para meditar na “escandalosa loucura da Misericórdia Divina”; e continua no sábado com quatro conferências seguidas de diálogo, terminando com um breve momento de oração inter-religioso: “O nome de Deus é Misericórdia” (17h30).

Depois do acolhimento (9h00) e abertura (9h30), seguem-se, na parte da manhã, as conferências sobre “A Misericórdia na tradição judaica”, por Frei Herculano Alves (09h45) e “A Misericórdia na tradição cristã”, por P. Armindo Janeiro (11h30); da parte da tarde, “A Misericórdia na tradição islâmica, por Riaz Issa, da Comunidade Muçulmana Shia Imami Ismaili (14h30) e “A Misericórdia na Mensagem de Fátima”, por Mons. Luciano Guerra (16h15).

Convidamos todos os interessados a participar.
Para mais informações e inscrições: uaaasp@gmail.com

P. Manuel Armindo Pereira Janeiro
Presidente da UASP

CARTAZ

PROGRAMA

FICHA DE INSCRIÇÃO

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *