Loading...

Segunda-feira, Outubro 03, 2022

Ecos da UNIASES

“A reclamação não era comigo mas a irritação enchia a sala de espera. O homem protestava contra a exigência de tantos documentos para tratar o
assunto que ali o levava. “Tantos papéis para quê? É como a hipotenusa! Obrigaram-nos na escola a aprender o quadrado da hipotenusa para quê? O
que é que eu faço agora com o quadrado da hipotenusa?” Ia sugerir-lhe que o guardasse na gaveta onde está a raiz quadrada, mas contive-me a tempo,
não fosse atirar-me com o quadrado dos catetos.
Assim é. Enchemos a vida e a religião, se não com papéis, com mil e uma coisas a que nunca vemos utilidade. Felizmente cada ano chega a Quares
ma que nos leva, não digo a arrumar o quadrado da hipotenusa, mas a agarrar o essencial. Lava-nos e emagrece-nos de inutilidades e desperdícios,
pois bem sabemos que é tempo de jejum e penitência.
Cada ano, três gestos nos orientam como coordenadas de GPS, para não
nos perdermos no caminho (…)”. Editorial, por Pe. Aristides Torres Neiva, in ação missionária

Boletim da UNIASES nº 203 – Janeiro a Março de 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.