Loading...

Sábado, Outubro 16, 2021

Ecos da ADASAveiro

“Todos percebemos como a nossa vida se alterou profundamente nos últimos meses. Vivemos estes
tempos de pandemia, a qual nos revelou a fragilidade da nossa vida e das nossas estruturas sociais, económicas e eclesiais. Mostrou-nos a importância da saúde e do cuidado que os mais pobres merecem. Deu-nos conta da necessidade de cuidar da nossa “casa comum”. Neste mundo de eficácia e de técnica, em que tanta coisa que achávamos conseguir dominar, tanto se desmoronou.
Todavia estes tempos, que são sempre tempos de Deus, são o agora da nossa vida e por isso o lugar
onde pedimos o “pão-nosso de cada dia”. A fé, longe de apenas os rituais religiosos e de cumprimentos de preceitos, vive da relação com Jesus Cristo que nos ama como somos, na nossa capacidade e na nossa fragilidade. Ele continua presente na nossa vida, de acordo com a frase bíblica: «estarei convosco até ao fim dos tempos» (Mt. 28, 20).” (Continua) – In Editorial, Pe. João Santos, Reitor do Seminário de Santa Joana Princesa, Vice-Presidente da ADASA.

Jornal Nº48 – Dezembro 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *